Disseminação

Newsletter 3

Visão Global do Projeto

VUK é um Projeto Europeu do Active and Assisted Living Programme, formado por um consórcio de 9 parceiros localizados na Hungria, Áustria, Espanha, Portugal e Reino Unido. O projeto centra-se em pessoas idosas cegas, deficientes visuais e seus cuidadores, com uma capacidade básica (ou superior) de usar a tecnologia, uma população que atualmente não possui uma ajuda de navegação adequada para a mobilidade urbana diária. Visionless sUpporting frameworK (VUK) ou Estrutura de Apoio sem Visão é uma nova solução de mobilidade urbana que permite que os indivíduos com deficiência visual sejam mais independentes e ativos, ao mesmo tempo que diminuem a carga de trabalho dos cuidadores e aumente o conforto em ambos os lados. Ele também visa ajudar as pessoas a estabelecer relações com outros que enfrentam uma situação semelhante e oferece aos utilizadores a oportunidade de apoiar a comunidade envolvente.

 

Objetivo do Projeto

O objetivo do projeto é apoiar pessoas cegas e com deficiências visuais na tarefa desafiante da mobilidade urbana, através de uma simples, eficaz e acessível solução de navegação indoor e de assistência à mobilidade. Este sistema orientará o utilizador em itinerários através de ambientes indoor desconhecidos, como no metro ou através de edifícios complexos como centros comerciais e de negócios. O serviço previsto também será adequado para empresas e organizações públicas nas quais indivíduos cegos e com deficiência visual trabalham ou queiram visitar, ajudando na integração destes indivíduos numa comunidade aberta.

Progresso no Projeto

O projeto VUK está agora no final do seu primeiro ano. Em baixo é possível encontrar uma visão global do progresso de cada parceiro no projeto.

TSB

As tarefas da Transdanubia (TSB) durante o primeiro trimestre de 2017 incluíram a coordenação e a compilação do Relatório de Disseminação de 2016, assim como o fornecimento de requisitos de acessibilidade para a aplicação VUK, incluindo requisitos de design, layout e contraste, entre outros. O parceiro TSB analisou as primeiras versões do Teste de Tecnologias Principais da Deliverable 3.7 e deu contribuições para ajudar a garantir a acessibilidade do projeto. O exame de um aplicativo de teste também foi realizado, paralelo ao feito pela Infoalap, para garantir a viabilidade da plataforma de projeto que está sendo usada. O teste de entrada e saída de voz em Android está igualmente a ser testado pela TSB e Infoalap.

 

INFOALAP

Com a liderança da IT Foundation para as deficiências visuais, realizou-se uma análise detalhada dos requisitos do utilizador na Áustria e na Hungria, a fundação também realizou análises de lacunas e um relatório de casos de uso, tendo este sido finalizado em 2016.

Nos primeiros meses de 2017, a Infoalap esteve fortemente envolvida na finalização do relatório de Ética e Privacidade e contribuiu também para o documento de Especificação Técnica. Os especialistas da fundação elaboraram o relatório da Metodologia de Avaliação e também participaram da elaboração do relatório de Avaliação Ágil.

 

INOVA+

A INOVA + concluiu a primeira versão do Deliverable Especificação Técnica. Algumas alterações foram discutidas após a deadline e um acordo de parceiros técnicos foi alcançado durante a reunião de consórcio de Londres. As mudanças aplicadas foram direcionadas às especificações críticas (arquitetura, módulos e funcionalidades) e o consórcio decidiu que elas deveriam ser incluídas na versão final do documento de Especificação Técnica. As especificações técnicas tornaram-se mais claras, acompanhado com o progresso contínuo de cada parceiro no desenvolvimento da aplicação VUK.

A INOVA+ também começou a trabalhar no desenvolvimento do módulo de Privacidade e Segurança de Dados no VUK, consistindo numa demonstração sobre a auditoria, autorização e autenticação integradas no sistema VUK, assegurando aspetos técnicos na Especificação Técnica do VUK, seguindo a Restrições de Ética e Legais, colocando em prática os processos de privacidade e segurança de dados definidos no VUK Framework. Os testes de comunicação estão a decorrer e, ao mesmo tempo, as funções relacionadas com a autenticação dos utilizadores na plataforma inicial estão sendo concluídas.

 

ESL

Em novembro de 2016, a Erlang Solutions (ESL) organizou a reunião física de consórcio do VUK em Londres, que foi uma ótima oportunidade para fazer um brainstorm e aprimorar ainda mais nosso pensamento como grupo. Os casos de uso final e as funcionalidades no âmbito do projeto foram revistos, permitindo que os parceiros técnicos compreendessem as soluções práticas e elaborassem um plano de ação.

Tendo analisado o estado da arte das tecnologias, a ESL começou a desenvolver uma solução de backend para a demonstração com os seus parceiros tecnológicos. Com base nesse trabalho, foi acordado em Janeiro de 2017 como a tecnologia seria acessível pelos vários parceiros do consórcio na entrega de experiências de utilizadores finais. Para estes são incluídos elementos como segurança, acesso ao conteúdo e edição, além de gerir os pedidos de pesquisa em toda a infraestrutura VUK. Este trabalho está longe de estar completo e é esperado que seja usado o restante de 2017 para ficar testar e refinar na sua totalidade.

 

HI-Iberia

A HI-Iberia, como parceiro técnico, iniciou o desenvolvimento do Serviço de Assistência / Orientação Social, realizando uma primeira integração com a base de dados da infoestrutura e projetando um primeiro modelo da Interface de Utilizador VUK na Web. Além disso, a HI-Iberia tem um papel relevante na parte de negócios, tendo continuado a identificar possibilidades de exploração para os resultados do projeto e definir o melhor método para lançar o projeto VUK no mercado, no que resultará o Plano de Exploração e a primeira iteração do Plano do Modelo de Negócios.

BZN

Durante os últimos meses, o consórcio VUK esteva ativamente empenhado em importantes tarefas relacionadas com o utilizador final e com o desenvolvimento. Primeiro, a metodologia de avaliação foi realizada, enquanto as principais questões de ética e privacidade relacionadas aos nossos grupos-alvo foram recolhidas. O formulário de consentimento também foi finalizado, que será usado durante a Avaliação Ágil e os testes-piloto. No primeiro relatório de avaliação ágil, reunimos os resultados dos primeiros testes, onde foram envolvidos parceiros de utilizadores finais do projeto: avaliação do website e o modelo de design. Os parceiros, com o alto envolvimento novamente dos respetivos aos utilizadores finais, com a liderança da BME também foram projetando a interface do utilizador na plataforma móvel e web do VUK, com foco principal em deficientes visuais ou pessoas cegas sobre o design.

O desenvolvimento também foi continuando: com base no documento de questões de ética e privacidade, INOVA+ criou um documento, que garante os problemas de privacidade e segurança também do lado do desenvolvimento do projeto. A Framework VUK e desenvolvimento geral, como o desenvolvimento da infoestructura, localização, navegação, módulo social e soluções TTS e STT continuaram. A primeira versão do módulo será apresentada na 1ª revisão intercalar, que terá lugar em Bruxelas, no dia 21 de junho, nas instalações da AAL CMU. Antes da avaliação, o consórcio terá sua terceira reunião física.

VUK foi exibido em vários eventos como a CeBIT em Hannover e numa conferência na China

 

Newsletter 2

Resumo do Projeto

O VUK é um projeto do Programa Europeu de Vida Ativa e Assistida composto por um consórcio de 9 parceiros localizados na Hungria, Áustria, Espanha, Portugal e Reino Unido. O projeto foca-se nas pessoas idosas cegas e com deficiência visual e seus cuidadores, que tenham capacidades de utilização de tecnologia básica ou acima da média, uma população que atualmente sente falta de um apoio de navegação adequado para a mobilidade urbana do dia-a-dia. Visionless sUpporting frameworK (VUK) é uma nova solução de mobilidade urbana que permite aos indivíduos com deficiência visual serem mais independentes e ativos, enquanto reduzem a carga de trabalho dos cuidadores e aumentam o conforto de ambos os lados. Também ajuda as pessoas a estabelecerem relações com outras que estejam em situações similares e oferece aos utilizadores a oportunidade de apoiar a sua comunidade à volta.

 

Objetivo do Projeto

O objetivo do projeto é apoiar as pessoas cegas e com deficiência visual na tarefa desafiante da mobilidade urbana através de uma solução de assistência em navegação interior e mobilidade simples, eficaz e barata. Este sistema irá guiar o utilizador em viagens através de ambientes interiores desconhecidos, tais como sistemas de metropolitano e edifícios complexos, nomeadamente centros comerciais e escritórios. O serviço previsto seria também adequado para empresas e organizações públicas onde os indivíduos cegos ou com deficiência visual possam trabalhar ou visitar, apoiando a integração dos mesmos numa comunidade aberta.

 

Progresso do Projeto

O projeto VUK está agora no seu sexto mês – abaixo pode encontrar um resumo do progresso dos parceiros.

Organizações de Utilizadores e Resultados da Análise de Requisitos de Utilizador

A primeira tarefa completada pela INFOALAP, Hilfsgemeinschaft e TSB Transdanubia foi aferir requisitos reais dos utilizadores-alvo de dois países (Hungria e Áustria), através de análises quantitativas e qualitativas, para definir as principais características dos serviços, requisitos de usabilidade e principais funcionalidades. Com base nas análises qualitativas e quantitativas, 5 tipos de áreas interiores foram identificados em que os seniores e/ou deficientes visuais têm dificuldades e usariam o software VUK.

 

Estes questionários serviram de base para um número de casos de uso, definidos pela INFOALAP, para apoiar na especificação técnica, bem como para o processo de validação. Cada caso de uso contém uma versão mínima e ótima, dado que ainda não pode ser antecipado quais serão os utilizadores de teste e a quantidade de tempo e paciência que terão para os mesmos. Para além disso, os locais de teste ainda não foram selecionados e não estão previstas quais serão as atividades que serão permitidas pelos donos/gestores dos locais em questão. 

 

Cada descrição de caso de uso contém as tarefas (preparação, navegação exterior e interior), os pontos de partida e chegada da viagem e – se e quando puderem ser definidas à partida – a situação/tarefa mais difícil para o utilizador completar essa viagem, opções durante a mesma e informações adicionais. 

 

A INFOALAP executou também uma análise de estado da arte para obter um entendimento claro dos desenvolvimentos atuais e disponibilidade das soluções existentes. O resumo breve desse estudo é de que a navegação interior ainda está a dar os primeiros passos, tecnologias e soluções concorrentes aparecem e desaparecem, a disponibilidade desses serviços é ainda fragmentada, esporádica e/ou limitada em alguns aspetos. Este panorama de mudanças dinâmicas torna difícil encontrar a tecnologia mais adequada às necessidades especiais do público-alvo do VUK. À luz dos resultados desta análise, existe uma falha no mercado de navegação interior que o VUK pode preencher com sucesso com o seu serviço e aplicações planeados. 

 

A TSB Transdanubia também focou a sua energia no potencial de mercado do sistema VUK, ao criar a primeira versão da análise de mercado. A TSB desenvolveu também a primeira ronda de materiais de marketing para o sistema: brochura, poster, grupo no Facebook e atualizações no website.  

 

Parceiros Técnicos

A contribuição mais importante da INOVA+ para a segunda metade de 2016 foi a produção do documento de Especificação Técnica do projeto, Entregável 2.3. Este importante entregável é uma documentação transversal das especificidades técnicas que devem ser seguidas por todos os parceiros técnicos de forma a endereçar os requisitos de utilizador recolhidos anteriormente; apesar deste documento ter uma natureza evolutiva que acompanhará as atividades resultantes de cada uma das tarefas tecnológicas (alguns dos capítulos requerem mais detalhes nos seus entregáveis mais relacionados), a primeira versão é uma base de referência que deverá guiar todo o desenvolvimento. 

 

Apesar de todos os parceiros terem contribuído para a produção deste documento, houve um apoio essencial e particular da INFOALAP (como líderes da fase de requisitos de utilizador que antecede estas especificações), ESL (que irá desenvolver a plataforma de mais baixo nível do projeto) e a BZN (que sempre supervisionou a estrutura e metodologia por trás da construção deste entregável extenso). Este documento é agora o principal input para o planeamento e execução das atividades técnicas que se tornarão o principal foco do projeto nos próximos meses. 

 

A INOVA+ participou também com bastante paixão e iniciativa em todas as matérias do projeto (coordenando muitas as reuniões técnicas neste período) e levou a cabo também uma das primeiras atividades de disseminação do VUK no âmbito da Noite Europeia dos Investigadores 2016.

 

Como um parceiro técnico do projeto, a primeira tarefa da Erlang Solutions (ESL) no VUK foi a observação dos casos de uso, seguida pela revisão e contribuição para a especificação técnica. A ESL preparou também a fase de integração com os outros parceiros técnicos, através do planeamento do ambiente de integração e lançamento de software de prototipagem.  

 

A HI-Iberia, como parceiro técnico com um papel importante na parte de negócio do projeto, analisou como os requisitos de utilizador têm impacto no serviço social de assistência/orientação e reviu a especificação técnica relacionada com esse serviço. Este parceiro iniciou também a identificação de possibilidades de utilização dos resultados deste projeto e analisou a melhor forma de lançar o VUK no mercado. Estas duas atividades irão resultar no plano de exploração e na primeira iteração do plano de negócios nos próximos seis meses. 

Reunião de Londres

Acabamos de chegar da nossa reunião em Londres nos dias 20 e 21 de novembro, um importante passo no projeto VUK. Estas reuniões oferecem-nos a proximidade necessária para as importantes decisões técnicas, atualização da equipa sobre os progressos individuais e definição de objetivos para os próximos seis meses. 

 

Nesta reunião, os parceiros VUK focaram-se nas especificações técnicas e no desenvolvimento do seu próprio sistema de navegação interior. Entre discussões de grupo vívidas relacionadas com os requisitos online versus offline, os parceiros técnicos fizeram progressos nos componentes-chave que serão desenhados de seguida. 

 

As organizações de utilizadores iniciaram discussões sobre os requisitos legais e práticos para os testes do sistema e trocaram ideias sobre locais de teste. Foi decidido que 40 utilizadores de teste irão avaliar o sistema: 20 em Budapeste e 20 em Viena.

 VUK Team Londres

Próximos Passos

Os próximos seis meses serão muito influentes na formação do produto final criado no projeto VUK. De grande importância será o progresso técnico que será feito neste período e as primeiras rondas de testes. De forma a assegurar o melhor produto possível, o foco foi posto em ter uma solução de navegação 100% acessível. Cada ronda de testes será feita por indivíduos deficientes visuais ou cegos, para que a solução seja compatível com leitores de ecrã e funções de discurso externo. 

 

Eventos de disseminação estão também a ser planeados para o final da Primavera/início do Verão de 2017, por forma a aumentar a consciencialização do sistema VUK. Entre os compromissos está o IKT Forum for Handicapped Individuals em Linz em julho de 2017. Verifique o website para mais informações!

Newsletter 1

Resumo do Projeto 

O VUK é um projeto do Programa Europeu de Vida Ativa e Assistida composto por um consórcio de 9 parceiros localizados na Hungria, Áustria, Espanha, Portugal e Reino Unido. O projeto foca-se nas pessoas idosas cegas e com deficiência visual e seus cuidadores, que tenham capacidades de utilização de tecnologia básica ou acima da média, uma população que atualmente sente falta de um apoio de navegação adequado para a mobilidade urbana do dia-a-dia. Visionless sUpporting frameworK (VUK) é uma nova solução de mobilidade urbana que permite aos indivíduos com deficiência visual serem mais independentes e ativos, enquanto reduzem a carga de trabalho dos cuidadores e aumentam o conforto de ambos os lados. Também ajuda as pessoas a estabelecerem relações com outras que estejam em situações similares e oferece aos utilizadores a oportunidade de apoiar a sua comunidade à volta.

Objetivo do Projeto

O objetivo do projeto é apoiar as pessoas cegas e com deficiência visual na tarefa desafiante da mobilidade urbana através de uma solução de assistência em navegação interior e mobilidade simples, eficaz e barata. Este sistema irá guiar o utilizador em viagens através de ambientes interiores desconhecidos, tais como sistemas de metropolitano e edifícios complexos, nomeadamente centros comerciais e escritórios. O serviço previsto seria também adequado para empresas e organizações públicas onde os indivíduos cegos ou com deficiência visual possam trabalhar ou visitar, apoiando a integração dos mesmos numa comunidade aberta.

Início do Projeto: BZN

O projeto VUK começou no dia 1 de março de 2016 e irá durar 30 meses. A colaboração entre parceiros, no entanto, teve início nos meses de inverno anteriores, para finalizar o acordo de consórcio, que foi assinado por todas as partes. Como primeiro passo, a BZN juntou todos os parceiros e criou uma plataforma para o trabalho online colaborativo. A cada duas semanas, o consórcio tem uma reunião Skype para discutir o estado atual do projeto e as tarefas correntes. As primeiras tarefas foram a criação de materiais de disseminação básicos, tais como o website, logótipo e modelos do projeto, bem como a análise aos requisitos dos utilizadores, que nos ajudam no entendimento das reais necessidades do grupo-alvo do projeto. A TSB desenhou o logótipo VUK e criou o website do projeto, que está disponível em 5 línguas. Em ambos os desenhos, a TSB – como perita em trabalhar com pessoas com deficiência visual – considerou o nosso grupo-alvo e tornou-os acessíveis aos mesmos de várias formas. O levantamento de requisitos de utilizador foi levado a cabo pelas comunidades de utilizadores do projeto (Infoalap e HGB). Os primeiros resultados podem ser observados abaixo. 

Reunião de Início: Miskolc, Hungria

O pontapé de saída do projeto colaborativo VUK teve lugar nos dias 28 e 29 de abril de 2016 na Bay Zoltán Nonprofit Ltd. For Applied Research em Miskolc, na Hungria, e nele participaram todos os parceiros do projeto VUK. Na reunião, as ideias iniciais do projeto foram discutidas, o logótipo e website do projeto lançados e um plano para os primeiros meses do projeto foi criado. No segundo dia, os parceiros técnicos fizeram demonstrações de invenções criadas anteriormente. As comunidades de utilizadores expressaram as suas expectativas e necessidades enquanto indivíduos cegos ou com deficiência visual. A reunião reuniu os parceiros pela primeira vez e todos se divertiram. A equipa está ansiosa por trabalhar em conjunto!

 A Equipa VUK em Miskolc

A Equipa VUK em Miskolc 

Primeiros Resultados: Análise de Requisitos dos Utilizadores

O objetivo da análise de requisitos dos utilizadores foi aferir as necessidades reais dos mesmos em dois países (Hungria e Áustria) através de um estudo quantitativo e qualitativo para definir as principais características dos serviços, requisitos de usabilidade e principais funcionalidades oferecidas. 

 

Os resultados aparentam estar em linha com os objetivos do projeto e provam que a iniciativa VUK endereça expectativas genuínas dos potenciais futuros utilizadores, que são deficientes visuais e idosos. Os dois estudos são baseados em questionários conduzidos nos dois países. Os comentários da pesquisa quantitativa foram obtidos de um total de mais de 100 voluntários nos dois países. Entrevistas frente-a-frente geraram resultados qualitativos de 12 pessoas nos dois países. 

 

Os participantes aparentam estar muito otimistas sobre o potencial do software em aumentar o seu nível de autonomia, reduzir os seus custos futuros e contribuir para a sua integração na sociedade. A opinião geral sobre o custo-benefício do VUK é muito mais positiva do que aquela das soluções de navegação exterior atualmente existentes e utilizadas pelos participantes. 

 Frequência de dificuldades de navegação experienciadas devido a deficiências visuais

 Locais em que os participantes do estudo usariam um software de navegação interior

Country-specific Contact Information

United Kingdom

John Samuel

 john.samuel@erlang-solutions.com

 +36 309 642 534

Spain

Diego Fuentes

 dfuentes@hi-iberia.es

 +34 91 458 51 19

Hungary

Katalin Sebestény

sebesteny.katalin@infoalap.hu

+36 1 273 3182

Austria

Daniele Marano

 marano@hilfsgemeinschaft.at

 +43 1 330 35 45 41

Portugal

Miguel Dias

 +351 962 093 324

 

Actividades de Diseminación

2017 

Emanuel Zündel erklärt das Vuk Projekt

Odilien Institut Graz

Emanuel Zündel explains the VUK Projekt, March 2017

Blindenverband Tirol

BSVB Tirol

A TSB customer reads the VUK poster with help of the OrCam, April 2017

Linz Messe

BSVB Upper Austria

A TSB customer reads the VUK poster with the help of magnifying glasses, April 2017